brasília: 61 3327-9889   |  são paulo: 11 2619-0618

adm.midiaeconexao@gmail.com

Correio Braziliense: Gengiva sangrando: especialista explica sinal de alerta e como evitar problema

Reportagem conversou com dentista para explicar sobre as causas e cuidados necessários no quadro. Na maioria das vezes o sangramento está relacionado à gengivite

A gengiva sangra com frequência? Saiba que isso pode ser um sinal de alerta indicando problemas de saúde bucal. Caso o sangramento ocorra com frequência — e sem motivo aparente — é importante procurar ajuda de especialista. O Correio conversou com a dentista e coordenadora do curso de odontologia da faculdade Ária, Maria Letícia Bucchianeri, que explicou sobre as causas e cuidados necessários. De acordo com a dentista, na maioria das vezes o sangramento está relacionado à gengivite.

“O sangramento em si não representa um risco, visto que ele não é uma doença, mas é um sinal de que há algo errado na gengiva. Nesse sentido, o risco existe em não buscar ajuda profissional para identificar e tratar a causa do sangramento gengival. (A gengivite) é uma inflamação da gengiva, causada pelo acúmulo de placa bacteriana sobre a superfície dos dentes. Uma higienização bucal cuidadosa, uso do fio dental e visitas regulares ao cirurgião-dentista são armas poderosas na prevenção das gengivites, evitando que ela se instale, evolua e alcance os tecidos que dão suporte aos dentes”, detalha Maria Letícia.

“Por exemplo, se o sangramento está ocorrendo por uma gengivite, há o risco de essa sim, que é uma doença, progredir e alcançar os tecidos de suporte dos dentes e causar uma periodontite (infecção bacteriana). Se o sangramento, por sua vez, está relacionado a um quadro de diabetes não compensado, há o risco de o paciente experimentar complicações oriundas desse diabetes”, pontua.

Além disso, a causa pode estar relacionada a outros problemas. “É importante considerar o corpo humano como um sistema completamente interligado, de modo que distúrbios em algum órgão podem afetar outros. Gengivas sangrando também podem ser sinal de alterações hormonais, diabetes não controlada, deficiência de algumas vitaminas, e até doenças mais graves, como câncer bucal e leucemia. Outras causas que podem ser citadas são alterações hormonais, como ocorre durante a gestação”, explica.

Letícia ainda reforça sobre a importância de procurar um dentista se o sangramento das gengivas persistir, além de dicas de escovação e na hora de escolher a escova correta para a higiene. “Somente um profissional de saúde bucal pode diagnosticar a causa, mas a regra de ouro é caprichar sempre na higiene bucal, com a escovação e fio dental. Os bons hábitos fazem toda diferença”, diz.

“O excesso de força durante a escovação também pode machucar a gengiva e causar sangramento, então vale escolher as escovas de cabeça pequena e cerdas macias são as mais recomendadas para os cuidados diários com a higiene bucal. Importante ressaltar que o uso do fio dental deve fazer parte da rotina de higiene bucal de todos, já que a escova de dente não é capaz de alcançar e remover a placa bacteriana que se deposita nos espaços entre os dentes”, indica.

Dicas extra para ajudar a prevenir o sangramento na gengiva:

  • Escove os dentes usando uma escova macia e com cerdas multicamadas. Preste atenção a técnica de escovação, certificando-se de limpar todas as superfícies dos dentes;
  • Consuma alimentos ricos em vitaminas C e K, importantes para a saúde das gengivas;
  • Evite alimentos açucarados e processados que contribuem para a formação de placa bacteriana;
  • Não fume, pois o cigarro prejudica a saúde bucal e aumenta o risco de doenças gengivais.

Fonte: Correio Braziliense

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
post
Jornal de Brasília: Mitos e verdades sobre acupuntura para gestantes

A gestação é um momento mágico para grande parte das mulheres, mas também é um período cercado de dúvidas, medos e desconfortos físicos. Na gravidez, muitos remédios não são seguros. Uma alternativa é a acupuntura, médicos indicam a terapia para tratar vários incômodos como, por exemplo, enjoos, azia, dores nas

leia mais »