brasília: 61 3327-9889   |  são paulo: 11 2619-0618

adm.midiaeconexao@gmail.com

Viva a Vida: Bioberon: substância mais em conta pode ser boa pedida para emagrecimento!

Fitoterápico auxilia na perda de peso e chega a custar 10 vezes mais barato que a caneta usada para tratamento de diabetes

Gente, dia desses ouvi numa reunião de amigos uma discussão sobre o uso do Ozempic para o emagrecimento rápido. Para quem não conhece esse remédio, o Ozempic tem como princípio ativo a semaglutida, uma substância que reproduz ação do GLP-1, hormônio que regula a glicemia (nível de açúcar no sangue) e traz aquela sensação de saciedade.

Originariamente surgiu para tratar o diabetes tipo 2 e a obesidade. Seria a caneta revolucionária que passou a ser indicada para quem quer perder peso também. O uso embora seguro sempre foi polêmico.

E como sou um sujeito questionador, pensei: tem algo similar que possa ser usado? A resposta veio com a minha amiga Leticia Diniz. Ela me apresentou o bioberon e especialistas que defendem o uso. Você não conhece? Então o DiFato, Tudo Importa desvenda os mistérios dessa substância.

O bioberon é um fitoterápico, proveniente do extrato de berberis aristata, complexado em uma matriz fosfolipídica que aumenta em 10 vezes a biodisponibilidade a absorção do medicamento. Diversos estudos apontam que ele pode ser um forte aliado ao emagrecimento e no combate à obesidade.

Quem traz essa avaliação e explicação é a farmacêutica Flávia Ribeiro, CEO da farmácia de manipulação Quality.

“A substância ajuda na regulação do perfil glicêmico e na redução da resistência à insulina, contribuindo para a perda de peso. Além disso, atua sobre enzimas que controlam o metabolismo de gorduras, potencialmente auxiliando na redução da gordura depositada e na inibição da formação de novas células adiposas. Ainda reduz o processo inflamatório de maneira efetiva, contribuindo para uma melhora global do quadro de obesidade”.

O suplemento surge da berberina, derivada de plantas como bérberis, corydalis chinesa, hidraste, cúrcuma-arbórea e uva-oregon, e é utilizada, por exemplo, na Medicina Tradicional Chinesa e Ayurvédica.

Aí você deve ter se perguntado (assim como eu): tá, mas isso ajuda mesmo a emagrecer?

Bem, o nutricionista Omar de Faria Neto ressalta que sim, mas aponta outros benefícios que vão além da balança com menos dígitos:

Reduz o colesterol ruim — É capaz de reduzir o colesterol total, os triglicérides e o colesterol LDL, aquele que é prejudicial para o coração. Além disso, pode ajudar a aumentar o HDL, considerado bom para a saúde.

Protege a saúde do cérebro — Por exemplo, ajuda a reduzir a produção de proteínas beta amiloides, relacionadas ao desenvolvimento de Alzheimer. Se for administrada logo após um AVC, outros estudos mostram que pode proteger os neurônios de danos causados pelo acidente.

Restaura a microbiota intestinal — Ajuda na recomposição do epitélio intestinal, evitando a passagem de bactérias nocivas para a circulação. Isso ocorre devido a sua ação anti-inflamatória.

Assim como o Ozempic, ele melhora a ação de medicamentos para diabetes — o efeito hipoglicemiante com essa associação é potencializado. No entanto, não dá para afirmar que ele seja tão ou mais eficiente do que a metformina, remédio mais usado por quem tem diabetes.

Mas todo mundo pode tomar mesmo sendo fitoterápico? A resposta é não. A farmacêutica Flávia Ribeiro ressalta que o medicamento é contraindicado para mulheres grávidas, pois as plantas de onde ele é retirado podem conter substâncias que estimulam o útero.

Bem, esse texto não quer estimular o uso de substâncias, apenas levar informação para que você tenha outras possibilidades de discutir com seu médico sobre o que pode ser melhor para você e para o seu bolso.

Procure um médico antes de tomar qualquer substância ou medicamento.

Fonte: Viva a Vida

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
post
The Epoch Times: Sindicato da Abin avalia gestão Lula como “governo do desmonte” e anuncia “operação padrão” de servidores

Os servidores da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) comunicaram o início de uma “operação padrão”, a partir de segunda-feira (22). O anúncio é do sindicato União dos Profissionais de Inteligência de Estado (Intelis), que ainda chama o mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de “governo do desmonte”, por meio de nota. Operação

leia mais »